domingo, 3 de agosto de 2008

Desatando os nós...


Os ‘nós’ de todos Nós


Marcos 4.35 - 5.20

Este texto possui uma incrível capacidade de desatar alguns ‘nós’ que embaraçam a rede com a qual ‘pescamos’ nossas experiências. Jesus conhecia muito bem a complexidade do ‘nó’ que aprisionava a mentalidade de seu povo, de homens como Pedro e João, e passa a desatá-lo. Ele os leva ao entardecer para ‘o outro lado do lago’, para a região da Peréia, longe da tranqüilidade da praia onde haviam passado o dia todo (num intenso estudo bíblico). Há um nó em seus estômagos, que embrulham muito antes do mar se empolar com a força das rajadas dos ventos súbitos e intensos, fenômeno típico do Mar da Galiléia. É o ‘cheiro dos peixes’ que o vento traz lá do outro lado. A rede da graça de Deus chegou pelas mãos de Jesus e dos discípulos àquele homem geraseno. Rede que ao prendê-lo, verdadeiramente liberta; ao libertá-lo, o amarra eternamente na missão de ir e contar o ‘quanto o Senhor fez’ (Mc 5.19). Assim como fez comigo e com você.

Parece confuso dizer que nós - eu, você, igreja - acabamos nos tornando os ‘nós’ da rede da Graça de Deus? Mais do que brincar com as palavras, desejamos levar a sério o fato de que nossa experiência com Deus será sempre uma ampla rede desembaraçada, a ser lançada aqui, ali, lá, acolá. Que Deus tire os ‘nós’ de cada um de nós.

Rev. Amauri Vassão Filgueiras

Nenhum comentário: