quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Adorando em Verdade


Final de semana passado tive o privilégio de estar em Itapetininga num congresso da Federação das Mocidades daquele presbitério. Foi super legal conhecer novas pessoas, aprender novas músicas, conhecer um lugar diferente. Na verdade eu fui grandemente enriquecido por poder compartilhar alguns aspectos da Palavra com a moçada de lá, e o tema proposto era “Adorando a Deus em Verdade”. Nem todos sabem, mas adoração não tem nada a ver com música. Mas música também faz parte da adoração, é uma das formas de adorarmos a Deus. Prá quem esteve lá, vai conferir um resumo do que eu falei; quem não esteve vai saber o que Deus falou aos nossos corações.

No sábado pela manhã meditamos em Romanos 12:1 e 2, e vimos que para adorarmos a Deus em verdade, é necessária nossa conversão. Essa conversão implica em não nos “conformarmos” (termos a mesma forma), mas sim em nos “transformarmos” (mudarmos de forma). Essa transformação, ou seja, essa mudança de forma só acontece pela ação do Espírito Santo em nossas vidas. A transformação genuína, real, verdadeira e profunda sempre acontece de dentro prá fora, e nunca de fora prá dentro. Não são as roupas, as comidas, os lugares nem as músicas que nos transformam... é o Espírito Santo de Deus!

No sábado á noite meditamos em Isaías 1: 11 ao 19. Vimos que nesse texto, para adorarmos a Deus em verdade, é preciso sermos puros. Precisamos aprender a abandonar o pecado e buscar mais a santidade. Caso contrário toda a nossa adoração mais aborrece a Deus do que o alegra. A adoração em verdade começa com a pureza (que é conseqüência direta da conversão). Depois de sermos purificados, vamos contagiar o mundo com as mãos puras que podem abençoar as pessoas.

No domingo pela manhã meditamos no texto de Gênesis 22, sobre o sacrifício de Isaque. Aprendemos que para adorar a Deus em verdade é preciso que haja uma entrega. Entregar tudo o que temos e o que somos no altar de Deus, á semelhança do que fez Abraão. Só assim, entregues totalmente a Deus, a nossa adoração será real.
Durante alguns momentos cantamos a música “ A Essência da Adoração” (The Heart of Worship) de Matt Redman, onde vimos que a essência de tudo é Jesus.

Foram 2 dias muito legais. Valeu pessoal! Obrigado ao Josimar, meu amigo pastor pelo convite.


Mauricio Boehme.

Um comentário:

Camis disse...

Pastor que benção foi aprender com vc esses dias. Que possamos lembrar da 'verdadeira adoração' a todo momento, não só na hora do louvor.
E visita nosso site: www.ministeriovertical.com =]