quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Ele me conhece!


Estou no capítulo 2 do Apocalipse. Deus envia uma mensagem para os cristãos em Éfeso. Eles possuiam muitas virtudes, começaram bem a vida cristã. Mas em algum momento, talvez imperceptível, o desvio começou. Aliás, é sempre assim: o mal se estabelece de forma sutil e lenta. É como um cupim que corrói aos poucos por dentro, e quando se manifesta por fora o estrago já está feito a muito.

A trinta anos atrás Paulo havia elogiado a fé e o amor dos Efésios (Efésios 1:15 3 16), mas agora Jesus os repreende por terem perdido o foco naquilo que era essencial.

"Tenho contra ti que abandonaste o teu primeiro amor. Lembra-te de onde caíste, arrepende-te e volta à prática das primeiras obras"

Tenho aprendido que tão importante como começar algo bem, é nos mantermos bem durante o processo, e principalmente, terminarmos bem! Quantas vezes eu comecei muito bem, mas ao final o resultado foi péssimo.

Um cristão pode começar sua trajetória bem. Uma Igreja pode começar bem. Um casamento pode começar bem. Mas todos corremos o risco de terminarmos mal. Podemos ter boas intenções, bons ambientes, mas se a fé não estiver firmada  no terreno sólido, tudo terá sido em vão.

A Igreja pode perder o foco e virar uma instituição que distribui regras para as pessoas. Eu posso me tornar legalista e ficar exercendo o domínio sobre meus iguais.

Mauricio "quero voltar ao primeiro amor" Boehme